Metaverso vai causar um crescimento brutal para a economia

De acordo com um estudo da Bloomberg Intelligence, o valor do metaverso foi de cerca de 500 milhões de euros e a mesma entidade estima que as oportunidades de mercado o possam fazer chegar aos 800 mil até 2025 e crescer, até 2030, até mais de 2 mil milhões de euros. Wall Street já está atenta a todo este potencial de mercado.

O metaverso propõe um universo virtual tridimensional para a interação social dos utilizadores de determinadas ferramentas e recursos que promovem uma experiência imersiva extrassensorial, através de avatares que podem ocupar papéis num espaço de jogo ou num novo mundo que está a surgir entre a fantasia e a realidade.

Segundo a Meta, os espaços 3D do metaverso vão dar-nos a oportunidade de interagir, aprender, colaborar e brincar de forma disruptiva e inovadora, e vão impactar fortemente a forma como vemos o mundo.

No mercado de trabalho, procura-se o metaverso para impulsionar a produtividade e a colaboração, as organizações começam a organizar-se para conseguirem uma transição ágil. A cultura organizacional vai deixar de obrigar à presença física, o gaming vai fazer parte do processo de contratação para se conseguirem os melhores talentos e publicidade também vai passar por profundas alterações, na medida em que até já há um supermercado no Metaverso.

Também se acredita que os programas de ensino e formação diversa vão ser muito melhor adaptados ao aluno em causa com a ajuda do metaverso.

Entretanto, de acordo com a Bloomberg, o Príncipe Herdeiro Sheikh Hamdan bin Mohammed do Dubai definiu que serão criados 40 mil empregos online, mal o metaverso seja uma opção concreta.

Com os 40 mil empregos e os quatro mil milhões de dólares em PIB adicionais, o Dubai planeia tornar-se numa das 10 maiores economias do mundo, no metaverso. Por isso, este é um dos países que já está preocupado em estabelecer normas internacionais para a criação de plataformas seguras para os utilizadores.

Exit mobile version